quinta-feira, 23 de junho de 2011

alcool causa mal

O álcool é uma droga.
É classificado como um depressivo, o que quer dizer que diminui as funções vitais – resultando em fala arrastada, instabilidade de movimentos, percepções alteradas e uma incapacidade para reagir rapidamente.
No que diz respeito à forma como chega a afectar a mente, o álcool é melhor compreendido como uma droga que reduz a capacidade da pessoa para pensar de forma racional e distorce a sua capacidade de discernimento.
Mesmo estando classificado como um depressivo, a quantidade de álcool consumido determina o tipo de efeito que é obtido. Muita gente bebe pelo efeito estimulante, como no caso de uma cerveja ou um copo de vinho que são bebidos “para soltar–se”. Mas se uma pessoa consome mais do que o corpo pode manejar, então experimentará o efeito depressivo do álcool. Começará a sentir–se “estúpida” ou perderá a coordenação e o controlo.
Uma overdose de álcool provoca efeitos depressivos muito mais severos (incapacidade para sentir dor, toxicidade tal que faz com que o organismo vomite o veneno, e finalmente inconsciência ou, ainda pior, coma ou a morte derivada de uma overdose tóxica severa). Estas reações dependem de quanto e quão rápido é consumido o álcool.
Existem diferentes tipos de álcool. O álcool etílico (etanol), que é o único utilizado em bebidas, é produzido pela fermentação de grãos e frutas. A fermentação é um processo químico mediante o qual a levedura atua sobre certos ingredientes que são encontrados na comida, gerando álcool.

álcool pode destruir sua vida 

Está escrito na Santa Palavra de DEUS, que o diabo veio para roubar, matar e destruir (João 10.10), e uma das mais terríveis armas usada pelo diabo para matar pessoas e destruir lares, famílias, empresas e negócios é o álcool.
Tudo começa de maneira muito sutil. Uma festa entre familiares e amigos, um copo, uma dose, um trago e logo chega a uma garrafa. E, diz que bebe socialmente. Logo, logo já é um alcoólatra, ainda que não tenha consciência disso. Agora já bebe várias doses e não se senti bêbado, começa a beber pela manhã e não se satisfaz, já não escolhe mais os companheiros de “Golo” e bebe até sozinho. Bebe com muita avidez e não tem noção do quanto bebe. Somente tem alegria depois que bebe algumas doses de bebida alcoólica. Quer parar, mas não consegue. Engoliu a isca, agora é presa do álcool.
O álcool está pro trás de tragédias como acidentes de trânsito, homicídios, suicídios, atos de violência, e abandono do lar. Quando a pessoa faz uso de bebida alcoólica seus movimentos ficam descontrolados e mais lentos por causa da diminuição dos reflexos. No começo fica alegre, mas depois vem a depressão; fica desinibido, brinca, mas depois vem a ressaca, o mal estar e a dor de cabeça. O consumo do álcool traz conseqüências graves: Enjôo, vômitos, falta de apetite, fraqueza nas pernas, diarréia, pressão alta, diabetes, problemas no estômago, fígado e pâncreas, emagrecimento, queda de cabelo, problemas de pele, impotência sexual, nervosismo, insônia, agressividade, perda da memória, mudanças de comportamento, desavenças na família, queda de produção nos estudos e no trabalho, faltas e acidentes. Em caso de gravidez o bebê pode nascer com alguma má formação (defeito físico ou mental). Se a mulher bebe e amamenta, o bebê pode ter problemas no cérebro e no fígado. O consumo do álcool pode levar ao óbito por problemas no fígado, rins, hemorróidas e coração além de outras causas; se você está sofrendo com este mal tão terrível, o Senhor JESUS CRISTO é a solução pra você. Somente Ele pode te libertar e salvar sua vida.

O CONTEÚDO DO ÁLCOOL

As bebidas fermentadas, como a cerveja e o vinho, contêm de 2% a 20% de álcool. As bebidas destiladas, ou licores, contêm entre 40% a 50% ou mais de álcool. O conteúdo habitual de álcool das seguintes bebidas é:

Cerveja 2–6% de álcool
Cidra 4–8% de álcool
Vinho 8–20% de álcool
Tequila 40% de álcool
Rum 40% ou mais de álcool
Brandy 40% ou mais de álcool
Gin 40–47% de álcool
Uísque 40–50% de álcool
Vodka 40–50% de álcool
Licores 15–60% de álcool

Agora vejamos os malefícios para a saúde do indivíduo, segundo estudos de pesquisadores da UNICAMP. A exposição crônica, por uso prolongado de quantidades elevadas de álcool associa-se à:
·         cirrose hepática
·         dependência de álcool
·         doenças cerebrovasculares
·         neoplasias de lábio, cavidade oral, faringe, laringe, esôfago e fígado
·         gastrite
·         varizes esofagianas
·         pancreatites aguda crônica
·         diabetes mellitus
·         tuberculose
·         pneumonia e influenza
·         risco de coma alcóolico
·         Síndrome de Abstinência Alcoólica (Delirium Tremens)
·         Síndrome de Wernicke-Korsakoff
·         O abuso de álcool determina mortalidade precoce. Na Suécia, perto de 25% dos óbitos de menores de 50 anos foram atribuídos ao álcool

    Nenhum comentário: