terça-feira, 24 de maio de 2016

MENSAGENS OS CEUS





PODER DO PERDÃO


Senhor, limpa a vingança do meu coração. Fazei com que eu perdoe com toda a sinceridade a quem me traiu, a quem me iludiu, a quem me feriu, a quem me roubou, a quem me ofendeu, a quem me humilhou, a quem me bateu. Senhor, Fazei com que o ódio saia em meu pranto. Fazei com que eu perdoe quem riu de mim, quem zombou de mim, quem me ironizou, quem se vangloriou de mim, quem me desprezou. Senhor, limpa a vingança de meu coração. Amem

VERSICULOS PRA VIVER A FELICIDADE DO SENHOR

1 Pedro 3
10Portanto, “quem quiser amar a vida e ver dias felizes, refreie a sua língua do mal e os seus lábios da falsidade; 11afaste-se do mal e pratique o bem; busque a paz e nela persevere. 12Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos e seus ouvidos e
stão atentos às suas orações, entretanto, a face do Senhor volta-se contra os que praticam o mal”


Salmos 34:14
Aparta-te do mal, e pratica o bem; busca a paz e empenha-te por conquistá-la.

1 Pedro 3:12
Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos e seus ouvidos estão atentos às suas orações, entretanto, a face do Senhor volta-se contra os que praticam o mal”. 

Perto Quero Estar Bp Clodomir

TODO MUNDO MORRE, MAS NEM TODO MUNDO VIVE

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Uma das armas do diabo


Havia um pastor em uma igreja que tinha sucesso em tudo o que fazia. Tinha comunhão com Deus e andava em santidade orando, jejuando e lendo a Bíblia. Onde ele ia, desenvolvia o trabalho. E mais, muitas pessoas se convertiam, pois ali haviam curas, milagres, etc.
O diabo vendo isso fez uma reunião no inferno e enviou o primeiro demônio, a Pomba-gira. E ela falou para o pastor : Eu vou te derrubar!
O pastor logo amarrou o que o demônio falou, orou, jejuou, leu a Bíblia, fortaleceu o seu casamento, e ela foi embora.
O diabo convocou mais uma reunião e resolveu mandar o Demônio-do-Amor-ao-Dinheiro para encher os olhos do pastor de ambição material. Novamente o pastor orou, jejuou, leu a Bíblia, sacrificou tudo o que tinha, e o diabo caiu por terra.
Revoltado, o diabo enviou o Exu-do-orgulho para encher o coração do pastor de orgulho próprio. Mas o pastor orou, jejuou, leu a Bíblia, e se humilhou diante de Deus. E mais uma vez, o diabo caiu por terra.
O diabo viu que todas as suas tentativas tinham sido frustradas. Irado, resolveu mandar aqueles três demônios ficarem na igreja daquele pastor para ver aonde ele errava. E pra lá eles foram, só estudando e marcando os passos dele.
Um dia, os três demônios ainda sem pegar nada que pudessem usar contra o pastor, viram um outro demônio passar por aquela igreja. Vinha ele lá de longe, devagar, usando bengala, com uma aparência cansada... E os três demônios começaram a zombar dele. “Seu velho cansado, o que está fazendo por aqui?” E então perguntaram o nome dele.
Ele olhou de lado, abriu um sorriso lateral sarcástico e disse, “Meu nome? Eu sou o EXU-DO-TEMPO. E vocês, o que fazem por aqui?”]
E os outros demônios lhe contaram sua missão e como tinham fracassado até agora. Daí ele disse aos três, “Esperem que eu vou dar ordem quando vocês devem agir.” E disse mais: “Não tenham pressa pois eu sei como trabalhar.” 

E aquele demônio sutilmente começou a agir.
Primeiro tirou o tempo daquele pastor, enchendo sua agenda de coisas para fazer. Logo, ele não tinha mais tempo para jejuar, e enfraqueceu. Depois tirou o tempo daquele pastor para não ler mais a Bíblia, e o não mais ouviu a voz de Deus. E sem ouvir a voz de Deus, sua comunhão esfriou. Foi aí então que aquele demônio deu a ordem para os outros entrarem em ação. E assim aquele pastor que arrebentava caiu.
O tempo é uma das armas usadas pelo diabo para esfriar a fé dos que não perseveram. As vezes, ele nos faz muito atarefados. Outras, ele até causa um falso senso de bem-estar, faz as lutas cessarem durante um tempo para que nós nos acomodemos na fé. E é assim que ele nos derruba.

Lembre-se sempre de onde você veio, de onde você saiu, e do que Deus fez na sua vida para sempre se manter na fé. O vencedor não é o que começa mas sim o que termina.


Bispo Macedo e Fernando Rodrigues - A Melhor Escolha

quinta-feira, 12 de maio de 2016

O que significa não tocar nos ungidos de Deus?

PERGUNTA:  Ouvi ontem uma pregação de um pastor, onde ele dizia que os pastores e outros servos Deus com autoridade, devem ser honrados porque são ungidos de Deus, e que quem critica pastores e servos de Deus está trazendo juízo para a própria vida, pois a Bíblia proíbe tocar nos ungidos de Deus. Mas como funciona isso, por exemplo, quando um pastor comete um erro? Ele não pode ser corrigido ou criticado?

Essa falsa doutrina de “não tocar nos ungidos de Deus” que você mencionou tem sido cada vez mais usada por muitos líderes de seitas que acham que são cristãs para manter as pessoas em uma espécie de cabresto onde não podem sequer questionar qualquer atitude desses líderes. Usam textos bíblicos, manipulando-os e se aproveitam do pouco conhecimento bíblico das pessoas para enganá-las. Vamos analisar essa questão biblicamente e verificar se discordar, criticar e até chamar a atenção de um pastor é algo condenado pela Bíblia.

(1) O texto que normalmente é usado pelos pastores, apóstolos, bispos (e semelhantes) para dizer que não podem ser criticados de nenhuma forma é 1 Crônicas 16:21-22: “A ninguém permitiu que os oprimisse; antes, por amor deles, repreendeu a reis, dizendo: Não toqueis nos meus ungidos, nem maltrateis os meus profetas”. Nesse texto o rei Davi escreve um salmo de ações de graças pela volta da arca da Aliança para o meio do povo de Deus. A arca da aliança estava “perdida” desde a época dos juízes quando o povo se desviou do Senhor. Davi relembra as bênçãos de Deus e as promessas feitas a Abraão, Isaque e Jacó e como Deus os transformou em um grande povo. É nesse contexto que Davi menciona a proteção de Deus ao seu povo diante de reis tiranos que os queriam destruir. Observe que no texto citado acima, Deus repreende a reis que queriam “tocar” (fazer mal) a Seu povo e Seus profetas.

(2) Esse texto de nenhuma forma pode ser compreendido como uma repreensão de Deus para qualquer pessoa que critique, que discorde ou até que chame a atenção de algum pastor ou servo de Deus por algum motivo. Não é isso que o salmo escrito por Davi quer comunicar. O contexto nos mostra claramente que o objetivo de Davi foi demonstrar a proteção de Deus para aquele pequeno povo escolhido de Deus que estava se formando e que, naquele tempo, era peregrino. Esse é o significado de não tocar nos ungidos de Deus dentro do contexto bíblico.

(3) Inclusive, temos diversos exemplos bíblicos de servos de Deus sendo repreendidos por atos incorretos que praticaram. Por exemplo, o próprio Davi foi repreendido pelo profeta Natã por ter adulterado com Bate-Seba e ter matado Urias (2 Samuel 12:1-14). Temos ainda outros exemplos, como o apóstolo Paulo repreendendo a grande apóstolo Pedro diante de todos por causa de um comportamento errado dele: “Quando, porém, vi que não procediam corretamente segundo a verdade do evangelho, disse a Cefas, na presença de todos: se, sendo tu judeu, vives como gentio e não como judeu, por que obrigas os gentios a viverem como judeus?” (Galátas 2:14).

(4) Assim, fica evidente que a Bíblia não oferece uma blindagem anticrítica a nenhum servo de Deus. É evidente que todo servo de Deus merece respeito, que merece ser honrado pelo trabalho que faz a Deus e ao próximo, porém, deve sempre estar aberto a críticas construtivas, deve assumir seus erros quando os comete e até mesmo deve aprender a abençoar os inimigos que criticam maldosamente assim como Jesus ensinou (Mateus 5:44). Não existe qualquer “maldição” de Deus colocada sobre as pessoas que de alguma forma questionam líderes. Infelizmente essa questão de não tocar nos ungidos de Deus tem sido usada para encobrir muito safadeza por esse mundo afora.

5 verdades a respeito da salvação


1-) Não são todos que serão salvos
Muitos proclamam por ai que, no final das contas, todos irão ser salvos e que esse negócio de condenação e inferno é balela. Mas não é isso que a Bíblia ensina. A Bíblia ensina que haverão muitos que, por causa de terem rejeitado crer e se entregar a Cristo, irão perecer. “E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado.” (Mc 16. 15-16). Vemos nesse texto que apenas os que crerem verdadeiramente em Cristo serão salvos.
2-) A salvação não é automática
Alguns vivem suas vidas com a filosofia de que talvez “amanhã” se entregarão a Jesus Cristo. Porém, esse “amanhã” nunca chega. Acreditam que de uma forma automática Deus lhes salvará de qualquer jeito, afinal, Deus é amor. Não é isso que a Bíblia ensina! Amanhã pode ser muito tarde! E, nos planos de Deus, não existe salvação automática. “Entrai pela porta estreita ( larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz para a perdição, e são muitos os que entram por ela ), porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela.” (Mt 7. 13-14). O salvo precisa estar no caminho estreito, que é o caminho onde andam os salvos, e isso não é algo automático.

3-) A salvação não pode ser comprada ou barganhada
É interessante, mas ainda hoje, muitos acham que podem comprar a salvação sendo bonzinhos, fazendo boas obras, boas ações, ou mesmo dando ofertas a obras assistenciais ou igrejas. Acham que assim estarão garantindo seu lugarzinho no céu. Mas não é isso que a Bíblia diz! A salvação é de graça. Totalmente grátis. “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus;” (Ef 2. 8). É apenas pela fé em Jesus Cristo que a recebemos. As obras são decorrentes da salvação e não o motivo dela.
4-) Não se pode perder a salvação
Tenho visto ultimamente muitas pessoas vivendo um desespero grandioso, pois acham que a cada vez que erram perdem a sua salvação. Salvação não se perde! Uma vez resgatado por Deus, você pode até se desviar por conservar um coração duro, mas não permanecerá desviado. “As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem. Eu lhes dou a vida eterna; jamais perecerão, e ninguém as arrebatará da minha mão. Aquilo que meu Pai me deu é maior do que tudo; e da mão do Pai ninguém pode arrebatar.” (Jo 10. 27-29).

5-) Não há segunda oportunidade depois da morte
Alguns, para trazer uma certa esperança às pessoas, pregam que depois da morte ainda haverá chance de sermos salvos e alcançarmos o céu. Assim, muitos ficam tranquilos deixando para mais tarde o assunto salvação. Mas a Bíblia ensina o contrário. É apenas nessa vida que temos a oportunidade de crermos em Jesus Cristo e sermos salvos. “E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo…” (Hb 9. 27). Ou seja, a morte sela nosso destino. Esse é o juízo mencionado no texto.

É pecado fazer tatuagem em homenagem a Deus?



É pecado fazer tatuagem em homenagem a Deus?
cristãos que desejam fazer tatuagem, se seria ou não pecado nesse artigo aqui. Falei ali daqueles que utilizam o texto de Levítico 19.28 para proibir o cristão de fazer tatuagens: “Pelos mortos não ferireis a vossa carne; nem fareis marca nenhuma sobre vós. Eu sou o SENHOR.”
Vimos que esse texto foi uma ordem pontual de Deus ao povo de Israel e que se tratava de fazer marcas pelos mortos e não de fazer qualquer tipo de marca no corpo. Concluímos ali que esse texto não era um embasamento para proibir todo tipo de marca no corpo, mas apenas a que ele se refere.
Também discorremos ali do fato de a Bíblia não proibir a realização de tatuagens não significar que não devamos observar outros pontos, tais como: se está fazendo aquela tatuagem para a glória de Deus, se o tipo de desenho é biblicamente aceitável, se a tatuagem irá causar escândalo ou desobediência, se na idade que a pessoa tem já tem maturidade para fazer uma marca permanente, se existe o respeito à lei no que se refere a idade mínima e se as dúvidas são maiores que as certezas. 

negue-se